21 de dez de 2012

Músicas - Como surgiram?

http://www.facebook.com/photo.php?fbid=487744661249563&set=pb.48769...


Música Indígena (época do descobrimento do Brasil) - A música dos indígenas, antigos habitantes do Brasil, era acompanhada de coros e danças, o estilo mudava de tribo para tribo.

Música Africana - Em 1538 chegaram os primeiros africanos ao Brasil, os escravos, trazendo consigo seu idioma, cultura e música (como o candomblé, por exemplo), e em 1630 continuou sendo preservada pelos Quilombos, o que mais tarde geraria a música afro-brasileira como o afoxé, jongo, lundu, maracatu, maxixe, samba e outros gêneros futuros.

Música Católica - Chegou ao Brasil com as missões jesuítas, de ensinar o catolicismo aos indígenas, ensinando também a música européia e apresentando-lhes seus instrumentos.A partir dos rituais religiosos das missões jesuítas nascem os primeiros cultos folclóricos populares dos habitantes locais como o bumba meu boi, por exemplo.

Música dos Barbeiros - Em meados do século XVIII, surgem, no Rio de Janeiro e Bahia, as lendárias e divertidas músicas de barbeiros.Segundo estudiosos, essa seria a primeira verdadeira manifestação de uma música popular brasileira.Eles interpretavam – muito à sua maneira livre – fandangos, dobrados, quadrilhas, lundus e polcas num repertório bem diverso.

Modinha - Em 1750, nasce um importante gênero músical, a modinha. De origem portuguesa, com aspéctos melódicos e românticos foi de grande influência, até a Nova República, no início do século XIX.

Lundu - Surgiu em 1780, é um dos gêneros musicais que mais tarde daria origem ao famoso Samba, trazido dos escravos do Congo e Angola.

Polca - No dia 3 de julho, é apresentada pela primeira vez a polca, no Rio de Janeiro, dança rústica da Boêmia. Depois da apresentação brasileira, a polca vira a nova febre carioca. Além de dança de salão, o gênero invade teatros e ruas, tornando-se popular através dos próximos grupos de choro e grupos carnavalescos .

Rancho carnavalesco - Em 1870 surgiu no Rio de Janeiro o primeiro rancho carnavalesco. A partir de então, esboça-se os primeiros traços do samba através do batuque de origem africana.

Ópera no Brasil - O maestro-compositor brasileiro paulista Carlos Gomes (1836-1896) compõe a ópera O Guarani, baseado na romance de José de Alencar.Com ela, pela primeira vez, nascia o Brasil para o mundo musical. Carlos Gomes foi, sem dúvida, o maior compositor das Américas no século XIX.

Maxixe - Surgiu em 1875, foi a primeira dança de par e gêneros musicais modernos brasileiros. É uma mistura do lundu (e foi tão polêmico quanto) com o tango argentino, a habanera cubana e a polca.

Choro - Surgiu em 1880, no Rio de Janeiro, através de pequenos grupos intrumentais. As festas das quais os chorões participavam já eram chamadas de pagodes. Esta é também a época das serenatas de fins de noite.

Frevo - Originário do Recife, Pernambuco, surgiu em 1890, um dos gêneros musicais mais importantes do Brasil. O frevo nasce da polca-marcha, o ritmo é frenético e contagiante, de coreografia individual improvisada e inspirada na capoeira, apoiada no uso de sombrinhas e guarda-chuvas.

Marcha Carnavalesca - Em 1899 a pioneira compositora carioca de classe média Chiquinha Gonzaga (1847-1935) – a primeira mulher a reger uma orquestra no Brasil (em 1885) –, compõe a primeira marcha carnavalesca da história da música brasileira chamada Ô Abre Alas, um enorme sucesso e de grande influência na música popular brasileira.

Candomblé e Umbanda - Em 1900 os ritmos do candomblé e umbanda são oficialmente aceitos como parte integrante da cultura brasileira. Preservam-se as músicas, escalas musicais, instrumentos como agogô, cuíca, atabaque, e suas ricas bases polirítmicas.

Sertanejo - Em 1914, se popularizou a música sertaneja nas classes média e alta. A música sertaneja poderia também compreender o xaxado, o baião e toda manifestação musical das regiões Norte-Nordeste.

Samba - Em 1917 Considerado o nascimento oficial do samba. Este típico samba carioca, que mistura maxixe com frases rítmicas do folclore baiano, mais tarde espalha-se pelo Brasil e domina o carnaval.

Villa Lobos - Em 1938-45 período em que o compositor e regente Heitor Villa-Lobos (1887-1959) compõe a Bachiana no. 5 – da célebre série de 9 – para canto e orquestra de violoncelos, sendo esta a mais admirada e tocada de todas, tendo sido, por vários anos, um dos discos mais vendidos nos Estados Unidos, Villa-Lobos é considerado o mais importante gênio musical do continente, no século XX.

Baião - Em 1946 a música Baião, do pernambucano Luiz Gonzaga (1912-1989) – com letra de Humberto Teixeira –, desponta de Norte a Sul do país com a força de um novo estilo musical revolucionário urbano derivado da música de raízes rurais e folclóricas nordestinas.

Rock'n'Roll - Em 1955 com fortes ecos dos Estados Unidos e Inglaterra, o Rock'n'Roll aterrisa incipiente no país através de versões, quando Nora Ney grava a versão Rock Around The Clock. A primeira grande estrela do gênero é Celly Campelo (1942-) com os hits Estúpido Cupido e Banho de Lua já no início dos anos 60. O Rock'n'Roll populariza-se com outras versões de sucessos norte-americanos.

Bossa Nova - Em 1958, com a canção Chega de Saudade (Antonio Carlos Jobim e Vinícius de Moraes), gravada por Elizeth Cardoso é inaugurada oficialmente a bossa nova.

Música Popular Brasileira - Em 1960 surge o termo MPB – Música Popular Brasileira.De década a década, o termo MPB mudaria sua abrangência de estilos e ampliaria seu significado.

Funk - Em 1970, surge no Rio de Janeiro um fenômeno que se caracterizaria como tipicamente carioca – os bailes funk.Os bailes da pesada, como eram conhecidos, foram espalhando-se para os clubes do subúrbio. Com a proliferação de uma multidão de dançarinos populares adeptos do movimento, trajados com roupas black de ocasião, cabelos afro, sapatos plataforma coloridos.

Rock Pop - Em 1980-87, em busca de novas alternativas musicais parte da elite da juventude brasileira de classe média provoca uma nova onda de rock e pop apoiada no movimento pós-punk new wave, que domina totalmente o cenário musical nacional. Daí, surgem Titãs, Paralamas do Sucesso, Legião Urbana (Renato Russo), Barão Vermelho (Cazuza e Frejat), RPM (Paulo Ricardo), Ultraje a Rigor, Kid Abelha, Engenheiros do Hawaii, Lobão, Biquini Cavadão, Ratos de Porão (João Gordo), Inocentes e outros.

Lambada - Em 1984-90 antecedendo o surgimento da axé music, a lambada baiana torna-se um dos mais populares estilos de dança brasileira atual a misturar samba, maxixe e dança erótica. O maior sucesso é do grupo Kaoma com Lambada, uma versão do tema latino Llorando Se Fue, do grupo Los Kjarkas. Por falta de substância musical e limitação coreográfica, o gênero tem breve período, mas provoca uma onda de escolas temporárias da dança por todo o país.

Hip Hop - Em 1985, Ainda no bojo da grande década do rock brasileiro, e pela primeira vez em toda América Latina, a grande novidade norte-americana do movimento hip hop com o rap, grafite e a breakdance, A partir daí, com a aceitação gradual do novo movimento pela mídia, o hip hop cresceria firmemente em importância e novos nomes, atingindo um de seus apogeus nos anos 90.

Axé Music - Em 1985, a música Fricote, do baiano Luiz Caldas, inaugura oficialmente o movimento axé music. A axé music é caracterizada pelo forte uso da percussão baiana como o repique, timbau e surdos. Em geral, as letras falam da sensualidade do corpo, do requebrar dos quadris e de danças, cheias de ironia e segundo sentido.

Pop Eletrônico - Quase no final dos anos 90, presencia-se uma certa corrida à chamada música pop eletrônica , mas novamente mais como efeito de arranjos musicais, uma vez que o gênero tecno não admite vocal. À exemplo do que ocorre nas grande capitais do mundo há dez anos, o Brasil começa a viver o auge do culto aos DJs, que produzem as grandes festas ao ar livre chamadas de raves, ou em casas noturnas, e lançam CDs com remixagens e temas de suas preferências. A remixagem (o remix) é uma das manifestações mais modernas do momento.

Créditos: http://gayola-music.blogspot.com.br/2010/10/musica-no-brasil.html

E aí gostaram de saber mais sobre seu estilo musical?

12 comentários:

Rayanne Porto disse...

Bem interessante.. Quando eu era menor me amarrava em dançar axé, hoje em dia já não tenho vocação kkk.

Monique Premazzi disse...

Nossa, eu não sabia alguns desses estilos, fato. Não conheço muito mais do que eu estou acostumada a ouvir no meu dia a dia. Muito bom o post!

Beijos,
Monique <3

Debora bynha disse...

nossa isso é muito interessante, não sabia, hehe fugi da aula de artes..

beijos,
http://debysabetudo.blogspot.com.br/
Boas Festas!! :)

Stephanie disse...

Nossa que legal, tive uma aula de conhecimentos hoje.. adorei :D
Querida boas festas e um 2013 maravilhoso!!
Beijos

lolaporlola.blogspot.com

Instagram: stephanieparizi

Ana Cláudia disse...

Adoreii, muito interessante!
Feliz Natal flor, beijos ♥

A garota do blog disse...

adorei
http://agarotadoblogjojo.blogspot.com

Débora Morais disse...

muito interessante o post mihh, eu gosto de música eletronica :D

J. A. Santos disse...

Nunca pensei desse ponto, de onde as músicas foram criadas, quais foram as primeira musicas e seus compositores, interessante. Passa lá no blog.

Monique Premazzi disse...

Já que não tem atualização ainda, vou só desejar um feliz natal para você! Que ganhe muitos presentes legais na sua arvore, ein?

Beijos,
Monique <3

CLICK FOCCUS disse...

Ola tudo bem ? A equipe Click Foccus deseja a você um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo ! Gostaríamos de agradecer também pela parceria ao longo do ano ,e que possamos manter essa parceria por muitos e muitos anos !
Parabens pelo Blog ,amamos aqui ! Seu blog é perfeito !
(Estamos montando um revista online ,quer participar ? é Só mandar sua foto pra gente !o tema e Livre !envie : clickfoccus@yahoo.com/ Ja estou seguindo o blog !Por favor amor se puder fazer o mesmo !)
Um Grande Beijo :* / att . Raquel Watanabe / http://www.clickfoccus.com

winie rodrigues disse...

Nossa achei bem legal e criativo esse post, não sabia nada ( só o negócio do samba ser do Brasil) o resto ,nada.
Rosa Rosalina

Flávia disse...

Gostei do post, ter um pouco mais de conhecimento acerca de música não é nada mau.

Thoughts-little-princess.blogspot.com